Nossa

História

Capelania Hospitalar na Fundação Cristiano Varella

“Para entender a função e o porquê da criação da Capelania Hospitalar de Muriaé, precisamos voltar um pouco no tempo… 

A Forania de Muriaé sempre sediou encontros da Pastoral da Saúde realizados pelos  padres camilianos. Durante muito tempo, quem esteve à frente destes eventos era a Sra. Cileia e em 2001, quando fui transferido para a Paróquia Nossa Senhora Aparecida, no bairro do Porto, em Muriaé,  tive a oportunidade de conhecê-la.

Na época, eu desenvolvia atividades pastorais e era convidado a dar assistência espiritual nos hospitais da cidade e prestar assessoria nestes encontros da Pastoral da Saúde. Esta proximidade fez com que eu percebesse O anseio da Sra. Cileia e da equipe da Pastoral da Saúde em ter um padre à frente deste trabalho na Forania de Muriaé, tendo eles, inclusive, enviado uma carta ao Dom Dário, na época Bispo da Arquidiocese de Leopoldina, para que a questão fosse avaliada.

Em 2001, a Fundação Cristiano Varella foi inaugurada e, com a demanda por atender as necessidades espirituais dos pacientes, passei a frequentar a instituição com este intuito e também para celebrar as missas institucionais. Numa destas ocasiões, lembro-me que Luciano Varella, irmão do falecido Cristiano Varella e filho do grande idealizador da FCV, Lael Varella,  me consultou sobre como seria possível ter um padre à frente deste trabalho.

No dia 10 de Dezembro de 2004, eu ainda estava na Paróquia do Porto quando Dom Dário me chamou para conversarmos com urgência. No dia, ele estava celebrando o Sacramento de Crisma na Paróquia do Bairro Dornelas, em Muriaé, quando fui ao encontro dele. Dom Dário me informou que a Capelania Hospitalar de Muriaé iria iniciar os trabalhos, realizando a mim um convite com a seguinte frase: “Precisamos atender bem aos hospitais, porque ali vida começa e ali a vida termina”.

A Capelania Hospitalar iniciou então seus trabalhos no dia 13 de fevereiro de 2005. A princípio, começamos a prestar assistência na Fundação Cristiano Varella, Hospital São Paulo e Casa de Saúde Santa Lúcia. Posteriormente a assistência se estendeu à AMIL e PRONTOCOR, contemplando todos os hospitais da cidade.

A frase dita a mim pelo Bispo Dom Dário se tornou então a fundamentação da Capelania Hospitalar, pois é preciso ter um acompanhamento espiritual que motive, dê esperanças e console as pessoas que lá se encontram.  A função da Capelania Hospitalar é assistir aos pacientes que estão hospitalizados, dando suporte espiritual a eles, aos seus familiares e profissionais da área da saúde de maneira geral”.

(Padre Valdemar Tadeu)

obrigado pelo seu contato!

Em breve, nossa equipe entrará em contato.

×

Powered by WhatsApp Chat

×